CONHEÇA ALGUMAS HISTÓRIAS

Ele só queria matar a fome.
Aos 7 anos, Dudu foi vítima de abuso

Dudu* sentiu cedo demais o gosto amargo da vida. Menino alegre e radiante, ele era o irmão mais novo de três filhos de pais separados. A mãe era diarista e vivia em um barraco simples, em uma comunidade pobre de Maceió. Logo cedo, a mãe saia em busca de trabalho no centro da cidade…

Agressividade: O sinal que fez com que Mariana parasse de sofrer abusos sexuais

Mariana*, aos 14 anos, aparentava ser uma adolescente agressiva na escola. Nenhum colega podia encostar nela que já queria agredir. Se durante alguma atividade física, algum menino esbarrasse na jovem, Mariana já o empurrava e começava a chorar…

Gabriel, aos 10 anos, sofria abuso sexual em troca de presentes

Gabriel*, de apenas 10 anos, morava com sua mãe na grande São Paulo quando recebeu um convite para auxiliar um rapaz a vender DVDs na feira, em troca, receberia R$ 10 toda vez que fosse ajudá-lo. Com a autorização da mãe, Gabriel ia semanalmente vender DVDs dos mais variados gêneros…

Intimidade violada. Lívia era observada e tocada pelo irmão após tomar banho

Foi em uma roda de conversa e brincadeira que Lívia*, aos 5 anos, revelou para a psicóloga que a atendia, os momentos de abuso vividos com o irmão mais velho, de 9 anos. Tímida e arredia, a menina permanecia calada em várias atividades propostas pela organização social da qual fazia parte…

O abuso sexual pode estar em casa. Conheça a história de duas irmãs que foram abusadas

Giovanna* e Helena* moravam em Diadema (SP) com seus pais. Com diferença de apenas 1 ano de idade, as duas eram muito unidas, inclusive, na escola. Giovanna, de 8 anos, era a irmã mais calma e tímida, não interagia muito com as demais crianças…

Abuso sexual não tem gênero. Conheça a história de Felipe

Felipe, de 12 anos, aparenta ser um jovem tímido e retraído, que não costuma conversar muito sobre sua rotina em casa. Na escola, busca participar de todas as atividades, mas sempre que envolvem assuntos pessoais, ele tenta mudar o foco ou até responder de maneira agressiva…

ALGUNS SINAIS PODEM AJUDAR A IDENTIFICAR SE A CRIANÇA
SOFRE OU SOFREU ABUSO SEXUAL, COMO:

  • Apresenta marcas de agressão ou machucados, tem dificuldade de andar ou sentar;
  • A criança está agressiva, irritada ou machuca o próprio corpo;
  • Está muito quieta, triste, medrosa ou chorosa;
  • Passou a ter transtornos alimentares;
  • Passou a ter alterações de sono, fica cansada fora de hora ou tem dificuldade para dormir;
  • Mudou seu comportamento e aparência;
  • Está desatenta na escola ou desinteressada em atividades e brincadeiras. Apresenta dificuldades de aprendizagem;
  • Faz desenhos agressivos, que mostrem situações de medo ou cenas envolvendo questões sexuais;
  • Evita ir para alguns lugares ou encontrar alguma pessoa.

Imprima abaixo os cartazes da campanha “Pode ser Abuso” e
compartilhe com seus amigos